ATENÇÃO! Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.
Dados do Livro
Defesa De Lisboa, A
Desconto
58.50 €
46.80 €
Titulo:

DEFESA DE LISBOA, A

ISBN:
Tema:

As Linhas de Defesa de Lisboa foram um conjunto de extensas obras de engenharia militar concebidas em 1809 e continuamente mantidas em construção até 1814. O sistema defensivo era composto por seis linhas, sendo as duas primeiras, designadas por Linhas de Torres Vedras, as mais importantes, mais desenvolvidas e mais guarnecidas, construídas aproveitando a morfologia acidentada da zona entre o rio Tejo e o Atlântico. Uma terceira linhas situava-se num perímetro envolvente do Forte de São Julião, em Carcavelos, protegendo uma crucial zona de embarque. Uma quarta defendia os limites da cidade de Lisboa. A quinta linha defendia a margem sul do Tejo, entre Almada e Caparica, de costas para proteger a península de Setúbal, mas em 1810 ainda só existiam algumas fortificações acabadas nos arredores de Setúbal. Estas duas últimas linhas deveriam proteger uma eventual penetração inimiga vinda através do Alentejo e a atividade marítima em Lisboa. Portugal não podia ser defendido de uma invasão militar napoleónica nas suas extensas e abertas fronteiras. Wellington adoptou por isso uma estratégia de defesa em profundidade, com pequenos combates de retardamento e um grande combate na serra do Buçaco, atraindo as forças invasoras do marechal Masséna para as Linhas de Torres Vedras, que haviam sido construídas em grande segredo. Os exército de Masséna nunca conseguiu penetrar nas Linhas e, após um prolongado desgaste táctico, a sua muito reduzida força foi obrigada a retirar de Portugal, sempre perseguida pelo Exército Anglo-Português com combates constantes.

Responsive image

As promoções indicadas são exclusivas para o site e válidas para o dia 11 de agosto de 2020 salvo indicação contrária
© 2020 LIVAPOLO.